Ricardo Barros, do Centrão, é o novo líder do governo na Câmara

O deputado federal é ex-ministro da Saúde e substitui Vitor Hugo (PSL-GO), que estava na função desde janeiro de 2019

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
12 de agosto de 2020 às 16:55 | Atualizado 12 de agosto de 2020 às 18:10

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), ex-ministro da Saúde e um dos principais nomes do grupo conhecido como Centrão, é o novo líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara. Ele substitui o deputado Vitor Hugo (PSL-GO).

Ricardo Barros confirmou a indicação por meio do perfil que mantém no Twitter, elogiando o trabalho do antecessor.

"Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança do convite para assumir a liderança do governo na Câmara dos Deputados com a responsabilidade de continuar o bom trabalho do Líder Vitor Hugo, de quem certamente terei colaboração. Deus me ilumine nesta missão", escreveu.

A troca havia sido antecipada pelo analista da CNN Igor Gadelha, que registrou que Vitor Hugo tinha sido avisado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) da substituição.

Em reunião nessa terça-feira (11), Barros questionou Bolsonaro sobre com quem faria essa interlocução, se o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, ou o da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Assista e leia também:

Bolsonaro indica novos vice-líderes do governo na Câmara

Após Centrão reclamar, Planalto promete dividir R$ 13,8 bi por critério político

Com origem na carreira militar e servidor público da Câmara dos Deputados, Vitor Hugo era líder do governo desde fevereiro de 2019.

O governo dispõe de três líderes, um na Câmara, que agora será Ricardo Barros, um no Senado, senador Fernando Bezerra (MDB-PE), e um terceiro abrangendo todo o Congresso, função ocupada por Eduardo Gomes (MDB-TO).

Os líderes do governo têm a função de articular a votação de projetos de interesse do Palácio do Planalto nas respectivas casas, tendo direito a participação no colégio de líderes do Congresso e tempo de liderança para sustentação oral durante a análise das propostas.