Aliados de Queiroz relatam tensão às vésperas de sua saída da prisão

Segundo relatos colhidos pela CNN, Márcia passou mal e chorou muito após tomar conhecimento da decisão

Leandro Resende, da CNN, no Rio 
14 de agosto de 2020 às 18:02
Ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz é visto dentro de um carro do Tribunal de Justiça do Rio
Foto: Wilton Júnior/Estadão Conteúdo

Aliados do ex-assessor Fabrício Queiroz relataram momentos de tensão após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir que ele e a mulher, Márcia Oliveira de Aguiar, devem voltar para cadeia. Segundo relatos colhidos pela CNN, Márcia passou mal e chorou muito após tomar conhecimento da decisão do ministro Felix Fischer, na noite desta quinta-feira (13). 

O iminente retorno de Queiroz para cadeia aumentou, no grupo de pessoas que mantém contato com ele, o receio de que entre em depressão. Apenas seis pessoas seguem próximas e prestando auxílio para a família do ex-assessor.

Leia também:

Ministro do STJ diz que Queiroz articulou 'arduamente' para destruir provas

Ministro do STJ decide que Queiroz voltará para a cadeia

Após Justiça determinar retorno à cadeia, Fabrício Queiroz vai ao médico

“Queiroz foi abandonado por muita gente. Antigamente o telefone dele não parava de tocar, agora ninguém quer mais saber”, relatou à CNN uma pessoa próxima, e que manteve contato com filhos de Queiroz. 

A prisão de Queiroz foi tema de conversas entre aliados do presidente Jair Bolsonaro durante sua visita ao Rio de Janeiro. Mas, de acordo com aliados, nem ele nem o senador Flávio Bolsonaro fizeram qualquer menção ao assunto. 

À CNN, amigos criticaram a decisão do STJ que minimizou os problemas de saúde de Queiroz e disseram que ele está doente, inspirando cuidados. “A família toda está muito mal, ninguém está tranquilo, mas ele, principalmente está com uma situação bem ruim”.