STF dá recado duro, e Deltan Dallagnol ganha trégua

Coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba livrou-se dos dois procedimentos pelos quais seria julgado na manhã desta terça-feira (18)

Da CNN, em São Paulo
18 de agosto de 2020 às 16:26

Após duas decisões a favor do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, na segunda-feira (17), o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu mostrar que entendeu os recados vindos do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

Dois processos disciplinares contra Dallagnol saíram da pauta do CNMP. O primeiro socorro para "limpar" a ficha do procurador no conselho veio do ministro Luiz Fux, próximo presidente do Supremo.

O segundo, foi o de Celso de Mello, decano do STF. Ainda que em alguns momentos o ministro tenha feito críticas a atuação da procuradoria em determinados casos, ele fez uma defesa enfática das prerrogativas do procurador.

Assista e leia também:

Celso de Mello suspende processos contra Deltan no CNMP

O procurador da República Deltan Dallagnol
Foto: José Cruz/Agência Brasil (10.dez.2019)

Dallagnol, portanto, livrou-se dos dois procedimentos pelos quais seria julgado, na manhã desta terça-feira (18), e que poderiam abrir caminho para seu afastamento da força-tarefa em Curitiba. 

Além disso, o procedimento que está previsto para ser julgado hoje à tarde, que trata do famoso powerpoint usado por Dallagnol para apresentar queixa contra o ex-presidente Lula, não deve entrar na pauta.