AGU prepara recurso de Bolsonaro contra depoimento

Bolsonaro decidiu recorrer ao plenário do STF contra decisão do ministro Celso de Mello no inquérito que apura interferência na Polícia Federal

Da CNN, em São Paulo
11 de setembro de 2020 às 21:58 | Atualizado 12 de setembro de 2020 às 00:33

A Advocacia-Geral da União (AGU) prepara recurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, para que o chefe do Executivo preste depoimento oral – presencialmente ou por videoconferência – no inquérito que apura suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

Ao repórter Leandro Magalhães, Bolsonaro disse que vai decidir se recorre ou não na semana que vem juntamente com a AGU.

Assista e leia também:
Bolsonaro decide recorrer ao plenário do STF contra decisão de Celso de Mello
Celso de Mello nega a Bolsonaro possibilidade de depor por escrito à PF

De acordo com o analista da CNN Igor Gadelha, aconteceu hoje uma reunião no Palácio do Planalto na qual foi discutida a possibilidade de recorrer da decisão.

O ministro Celso de Mello defende que o depoimento seja oral, e não por escrito, porque o presidente está na condição de investigado no processo, e não como testemunha ou vítima.