Após apoiar Covas, Marta anuncia desfiliação do Solidariedade

Legenda decidiu apoiar a candidatura de Márcio França (PSB) e lideranças ameaçaram expulsar a ex-prefeita pela adesão ao tucano

Estadão Conteúdo
13 de setembro de 2020 às 19:29
A ex-senadora e ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

A ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy decidiu neste domingo (13) se desfiliar do partido Solidariedade.

Marta comunicou a desfiliação aos presidentes dos diretórios nacional, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, e municipal do partido, Pedro Nepomuceno.

Ela afirmou no comunicado que sai da legenda "por motivos políticos que já se tornaram públicos e amplamente divulgados".

Marta escolheu apoiar a reeleição do prefeito Bruno Covas (PSDB) apesar de o SD ter optado pela adesão ao candidato a prefeito Márcio França (PSB).

Assista e leia também:
Solidariedade não descarta expulsar Marta após ela anunciar apoio a Covas
PSDB confirma candidatura de Covas à reeleição em aliança com MDB e DEM

A ex-prefeita afirmou, no requerimento de desfiliação também enviado à Justiça Eleitoral, que a decisão é "em caráter irrevogável e irretratável".

A desfiliação acontece após a convenção do SD ter oficializado na manhã deste domingo (13) a coligação com França. No encontro, autoridades partidárias disseram que havia a possibilidade de a ex-prefeita de São Paulo ser expulsa da sigla.