PCdoB lança candidatura de Manuela em Porto Alegre com apoio do PT

Esta é a primeira vez que legenda do ex-presidente Lula não terá candidato na capital gaúcha

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
13 de setembro de 2020 às 16:33
A ex-deputada Manuela D'Ávila, candidata do PCdoB a prefeita de Porto Alegre
Foto: Laura Barros/PCdoB

Candidata a vice-presidente na chapa que terminou as eleições de 2018 em segundo lugar, Manuela D'Ávila foi oficializada como a candidata do PCdoB a prefeita de Porto Alegre em convenção realizada neste sábado (12).

Retribuindo o apoio de 2018, quando Manuela retirou pré-candidatura a presidente para ser vice de Fernando Haddad (PT), o PT vai apoiar a candidatura da comunista. O ex-ministro Miguel Rossetto (PT) será o candidato a vice-prefeito.

Esta é a primeira vez que o PT, que administrou Porto Alegre ininterruptamente entre 1988 e 2004, não terá candidato próprio na capital gaúcha.

Manuela D'Ávila foi vereadora, deputada estadual e deputada federal antes de concorrer como vice de Haddad em 2018. Esta é a terceira vez que a política disputa a Prefeitura de Porto Alegre, tendo concorrido também em 2008 e 2012.

Assista e leia também:
É preciso pacificar a política para combater coronavírus, diz Manuela d'Ávila
Sem coligação, PT lança Jilmar Tatto a prefeito de SP e adia escolha de vice

Ainda no campo da esquerda, a deputada estadual Juliana Brizola (PDT), neta do ex-governador Leonel Brizola, e a deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL) se lançaram como candidatas.

Entre os prováveis candidatos às eleições em Porto Alegre estão o atual prefeito, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), o vice-prefeito Gustavo Paim (PP), o ex-prefeito José Fortunati (PTB), o ex-judoca e ex-deputado João Derly (Republicanos), o deputado estadual Rodrigo Maroni (Pros) e o vereador Valter Nagelstein (PSD).