Governador interino do RJ troca comando da Polícia Civil e outras três pastas

O vice-governador alterou também o comando do Gabinete de Segurança Institucional, da Procuradoria-Geral do Estado e da Controladoria-Geral do Estado.

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
14 de setembro de 2020 às 21:07
O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro
Foto: Carlos Magno/Governo do Rio de Janeiro

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), trocou os ocupantes de quatro cargos do primeiro escalão do estado, em substituição a nomes indicados pelo governador afastado Wilson Witzel (PSC), de quem é vice.

O novo secretário de Polícia Civil é o delegado Allan Turnowski, que já chefiou a corporação entre 2010 e 2011, na gestão do ex-governador Sérgio Cabral (MDB). Ele sucede o delegado Flávio Brito, que estava no cargo desde junho.

O vice-governador alterou também o comando do Gabinete de Segurança Institucional, da Procuradoria-Geral do Estado e da Controladoria-Geral do Estado.

No gabinete de segurança, o delegado da Polícia Federal Marcelo Bertolucci substitui o contra-almirante José Luiz Corrêa.

Assista e leia também:

Quem é Cláudio Castro, o cantor católico que assume o lugar de Witzel no RJ

Promotores pedem que chefe do MP-RJ apure 'possíveis crimes' de Cláudio Castro

Na CGE, Francisco Ricardo Soares, servidor de carreira do Banco do Brasil, substitui Hormindo Bicudo Neto. E o procurador do Estado Bruno Dubeux foi designado por Castro para substituir Reinaldo Silveira como procurador-geral.

Cláudio Castro foi eleito vice-governador do Rio de Janeiro em 2018, na chapa de Wilson Witzel. Com o afastamento do titular por 180 dias, determinado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), ele assumiu o cargo interinamente.