84% dos usuários de redes sociais reprovam pronunciamento de Bolsonaro na ONU

Apelo feito pelo presidente para "combater a cristofobia" ganhou força nas interações no meio digital

Marcio Tumen Pinheiro Da CNN, em São Paulo
22 de setembro de 2020 às 17:50 | Atualizado 22 de setembro de 2020 às 18:03
Jair Bolsonaro grava discurso para a 75ª Assembleia Geral da ONU (22/09/2020)
Foto: Marcos Corrêa/PR

 

Monitoramento digital da CNN sobre o pronunciamento de Jair Bolsonaro (sem partido) na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) revela que 84% dos usuários nas redes sociais reprovaram o discurso do presidente.

Já os que aprovaram o discurso do presidente somaram 7%, ante 9% que se mostraram neutros em seus comentários. 

O monitoramento foi concluído pouco antes das 16 horas desta terça-feira (22) e analisou mais de 590 mil menções. 

Até esse horário, foram publicados mais de 580 conteúdos sobre o tema, alcançando 34,3 milhões de internautas em poucas horas.

Só no Twitter, quatro hashtags sobre o pronunciamento chegaram aos chamados trending topics, os assuntos mais comentados na plataforma. 

O apelo feito pelo presidente para "combater a cristofobia" ganhou força nas interações no meio digital, chegando a atingir o terceiro lugar no Twitter Brasil.

Os três temas mais comentados pelos internautas foram:

- Meio ambiente
- Auxílio emergencial 
- Cristofobia