Bolsonaro troca vice-líderes do governo na Câmara e amplia espaço do Centrão

Após realizar as mudanças, presidente fez agradecimento aos deputados pelos serviços prestados nos últimos meses

Cassius Zeilmann, da CNN, em Brasília
30 de setembro de 2020 às 13:59
Bolsonaro participou de café da manhã com o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP/PR), e outros parlamentares da base do governo
Foto: Divulgação/ Alan Santos/PR

Em um café da manhã com o líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros (PP-PR), o presidente Jair Bolsonaro teve o primeiro encontro com os 10 novos vice-líderes do governo na Câmara dos Deputados. Os nomes foram confirmados na manhã desta quarta-feira (30) com uma publicação no Diário Oficial da União.

Para dar lugar aos novos escolhidos, Bolsonaro dispensou outros oito deputados da vice-liderança do governo. Destes, cinco são do PSL, ex-partido do presidente, como as deputadas Carla Zambelli (PSL-SP) e Caroline de Toni (PSL-SC), duas defensoras de Bolsonaro.

Leia também:
Bolsonaro responde sobre preservação da Amazônia: 'lamentável, sr. Joe Biden'
Tarcísio: equação do orçamento não passa por Fundeb e precatórios

A maioria da nova vice-liderança é formada por parlamentares de partidos do chamado Centrão. O PSL seguiu com apenas uma das vagas, que ficou com o deputado Luiz Lima (PSL-RJ).

Parlamentares, que participaram do café da manhã no Palácio da Alvorada, disseram à CNN que o presidente fez uma espécie de agradecimento pelos serviços prestados nos últimos meses e que mesmo deixando os cargos, Bolsonaro contava com o apoio e com a influência de todos para dar sequência aos interesses do Planalto lá na Câmara.

Os deputados federais também comentaram que Bolsonaro não foi explícito ao falar sobre o programa social Renda Cidadã e as reformas que estão em discussão no Congresso Nacional, mas disseram que ele conta com "a ajuda e com a disposição" dos ex vice-líderes para tratar de projetos importantes para o Governo.

O que eles fazem:


O vice-líder atua na articulação política das pautas a serem apreciadas na comissão mista de orçamento, das medidas provisórias e dos vetos presidenciais, que são analisados nas sessões da câmara e do senado.

Deixam de ser vice-líderes:
Carlos Jordy (PSL-RJ)
Coronel Armando (PSL-SC)
Guilherme Derrite (PP-SP)
Eros Biondini (PROS-MG)
Aline Sleutjes (PSL-PR)
Caroline de Toni (PSL-SC)
Carla Zambelli (PSL-SP)
Diego Garcia (PODE-PR)

Novos vice-líderes:
Luiz Lima (PSL-RJ)
Giovani Cherini (PL-RS)
Joaquim Passarinho (PSD-PA)
Capitão Alberto Neto (Republicanos -AM)
Greyce Elias (Avante-MG)
Gustinho Ribeiro (Solidariedade -SE)
Marreca Filho (Patriota-MA)
Carla Dickson (PROS-RN)
Paulo Azi (DEM-BA)
Lucio Mosquini  (MDB-RO)