Questões sobre a Covid-19 serão centrais nas disputas municipais, diz analista

"Por conta da Covid-19, questões como, saúde, educação e emprego serão ainda mais relevantes porque são portas de saída da pandemia," diz Carlos Melo

Da CNN, em São Paulo
08 de outubro de 2020 às 22:42 | Atualizado 08 de outubro de 2020 às 22:46

As eleições municipais de 2020 serão atípicas em muitos sentidos, com o isolamento social impedindo a realização de comícios e caminhadas e a Covid-19 dominando os temas de discussão.

Para o cientista político e professor do Insper, Carlos Melo, este possível foco na pandemia pode não ser benéfico para os debates.

“Por conta da Covid-19, questões como saúde, educação e emprego serão ainda mais relevantes, porque são portas de saída da pandemia. Questões relacionadas à pandemia tomarão a centralidade do debate,” disse Melo.

“Isso é ruim e bom. Estamos vivendo uma crise, mas há outros problemas na cidade, como mobilidade urbana, moradia e saneamento básico, temas que precisam ser discutidos, mas que talvez sejam escanteados pelo drama da pandemia.”

Leia também

Eleições 2020: Como consultar o número e a situação do título de eleitor

Não votei nas últimas eleições. Posso votar em 2020?

Nestas eleições, 117 cidades terão candidato único

Sobre a relação entre as eleições de 2018 com as deste ano, Melo diz que a comparação é indevida pelo contexto atual e pela maior fiscalização da disseminação de informações falsas em redes sociais.

“Não dá para comparar esta eleição com 2018, que foi peculiar. Não há rua neste momento, e as redes sociais não são o que eram há dois anos. Elas foram importantes, mas a fiscalização sobre notícias falsas era pequena. As redes são mais criteriosas atualmente, haverá filtros mais fortes.”