Moro pede a Fux que escolha novo relator para inquérito sobre a PF


Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
13 de outubro de 2020 às 19:19

O ex-ministro Sergio Moro solicitou nesta terça, 13, ao presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, que um novo relator seja escolhido para o inquérito sobre a suposta interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

Com a aposentadoria do decano Celso de Mello, o inquérito fica sem relator a partir de amanhã. Quem passaria a tocá-lo, portanto, seria o indicado de Bolsonaro para a corte, já que o novo ministro herda os casos do seu antecessor. 

Leia e assista também

STF começa a julgar recurso da AGU para Bolsonaro depor por escrito

Kassio Nunes Marques, indicado pelo presidente, ainda precisa ter o nome confirmado pelo Senado. Mas sua nomeação já é dada como certa por senadores.

Os advogados de Sergio Moro argumentam que, de acordo com o regimento do STF, o presidente da corte pode fazer essa redistribuição antes da posse do novo ministro “em casos excepcionais”. A defesa do ex-juiz defende que é o caso do inquérito sobre a PF e solicitou a "imediata redistribuição" do inquérito.