RealTime Big Data: Russomanno (25%) e Covas (24%) estão empatados em SP

Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone, entre os dias 14 e 17 de outubro

Luiz Fernando Toledo, da CNN, em São Paulo
19 de outubro de 2020 às 17:42 | Atualizado 19 de outubro de 2020 às 18:08

 

Pesquisa do instituto RealTime Big Data/CNN Brasil aponta que os candidatos Celso Russomanno (Republicanos) e Bruno Covas (PSDB) estão empatados tecnicamente na disputa para a Prefeitura de São Paulo

Russomanno tem 25% das intenções de voto e Covas, atual prefeito da capital, 24%. Em seguida estão os candidatos Guilherme Boulos, do PSOL (12%); Márcio França, do PSB (8%); Jilmar Tatto, do PT (4%); Andrea Matarazzo, do PSD (3%); Joice Hasselmann, do PSL (2%); Arthur do Val, do Patriota (1%); Marina Helou, da Rede (1%) e Orlando Silva, do PCdoB (1%). 

Os candidatos Antônio Carlos (PCO), Levy Fidelix (PRTB), Filipe Sabará (Novo) e Vera Lucia (PSTU) não pontuaram. A pesquisa identificou ainda 10% de intenções de voto nulo ou branco e 9% que não souberam responder.

O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número de identificação SP04802/2020. Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone, entre os dias 14 e 17 de outubro. 

Leia também:

Quem são os candidatos a prefeito de São Paulo nas eleições de 2020?
Como os candidatos da cidade de SP se apresentaram no 1° dia de horário político
O que pode e o que não pode na propaganda eleitoral de 2020?
Entenda o que fazem os prefeitos e quanto eles ganham no Brasil
O que faz e quanto ganha um vereador


A margem de erro é de três pontos (para mais ou para menos) e o nível de confiança é de 95%. Isto significa que se a mesma pesquisa fosse feita 100 vezes, o resultado seria o mesmo, dentro da margem de erro, em 95. 

A pesquisa, amostral, é representativa da população do município com 16 anos ou mais. Ou seja: os entrevistados seguem um padrão semelhante ao da população total, respeitando-se a proporção por idade, região geográfica e sexo. 


Pesquisa estimulada Real Time Big Data/CNN Brasil

Celso Russomanno (Republicanos) - 25%

Bruno Covas (PSDB) - 24%

Guilherme Boulos (PSOL) - 12%

Márcio França (PSB) - 8%

Jilmar Tatto (PT) - 4%

Andrea Matarazzo (PSD) - 3%

Joice Hasselmann (PSL) - 2%

Arthur do Val/Mamãe Falei (Patriota) - 1%

Marina Helou (Rede) - 1%

Orlando Silva (PCdoB) - 1%

Antônio Carlos (PCO) - 0%

Vera (PSTU) - 0%

Levy Fidelix (PRTB) - 0%

Filipe Sabará (Novo) - 0%

Nulo/Branco - 10%

Não sei - 9%

 

Esta é a primeira de uma série de rodadas de pesquisas a serem divulgadas com exclusividade pela CNN nas próximas semanas, em 11 capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Curitiba, Belém, Palmas, Goiânia, além das cidades paulistas de Campinas e Guarulhos. Juntas, essas cidades concentram 26,9 milhões de eleitores, que correspondem a 18,23% do eleitorado brasileiro.

Russomanno é também o candidato que mais tem rejeição dos eleitores, com 32%. Nesta pergunta os entrevistados poderiam escolher quantas opções quisessem. Veja abaixo a rejeição por candidato (em %):


Rejeição


Celso Russomanno (Republicanos) - 32%

Bruno Covas (PSDB) - 21%

Guilherme Boulos (PSOL) - 20%

Jilmar Tatto (PT) - 18%

Joice Hasselmann (PSL) - 16%

Filipe Sabará (Novo) - 15%

Marina Helou (Rede) - 14%

Arthur do Val (Patriota) - 14%

Orlando Silva (PC do B) - 13%

Márcio França (PSB) - 13%

Levy Fidelix (PRTB) - 13%

Andrea Matarazzo (PSD) - 13%

Vera (PSTU) - 10%

Antônio Carlos (PCO) - 9%


Covas, Russomano e Boulos empatam na margem de erro em pesquisa espontânea


Bruno Covas, atual prefeito de São Paulo, lidera numericamente na pesquisa espontânea, quando se pergunta o candidato favorito do entrevistado sem apresentar uma lista de opções, mas empata na margem de erro com os candidatos Celso Russomanno e Guilherme Boulos. 

Covas aparece com 14%; Celso Russomanno e Guilherme Boulos, com 9%. Em seguida, aparece Márcio França, cujo nome foi lembrado por 4%. 

Os candidatos Andrea Matarazzo, Arthur do Val, Jilmar Tatto e Joice Hasselmann foram mencionados por 1% cada um. 

Antonio Carlos, Levy Fidelix, Marina Helou, Orlando Silva e Filipe Sabará não pontuaram na espontânea.


Pesquisa espontânea

Bruno Covas (PSDB) - 14%

Celso Russomanno (Republicanos) - 9%

Guilherme Boulos (PSOL) - 9%

Márcio França (PSB) - 4%

Jilmar Tatto (PT) - 1%

Andrea Matarazzo (PSD) - 1%

Joice Hasselmann (PSL) - 1%

Arthur do Val (Patriota) - 1%

Marina Helou (Rede) - 0%

Orlando Silva (PCdoB) - 0%

Antonio Carlos (PCO) - 0%

Levy Fidelix (PRTB) - 0%

FIlipe Sabará (Novo) - 0%

Vera (PSTU) - 0%

Nulo/branco - 10%

Não sei - 9%


Maioria em São Paulo aprova Covas e reprova Doria e Bolsonaro

A pesquisa também incluiu perguntas sobre aprovação do prefeito Bruno Covas, do governador João Doria e do presidente Jair Bolsonaro.

A gestão do presidente Jair Bolsonaro é desaprovada por 55% dos entrevistados e aprovada por 35%. Os outros não souberam responder. O governador João Doria foi reprovado por 49% e aprovado por 39%.

O prefeito Bruno Covas é o único que aparece com mais aprovação do que rejeição -- 56% aprovam sua gestão, enquanto outros 34% desaprovam. Veja a lista:


Avaliação do presidente Jair Bolsonaro na capital paulista

Aprovo - 35%

Desaprovo - 55%

Não sei - 10%


Avaliação do governador João Doria na capital paulista

Aprovo - 39%

Desaprovo - 49%

Não sei - 12%


Avaliação do prefeito Bruno Covas

Aprovo - 56%

Desaprovo - 34%

Não sei - 10%