Trump diz que 'pode' tentar interromper Biden menos no debate de quinta-feira

Presidente dos EUA também criticou a Comissão de Debates Presidenciais e o anúncio de que seu microfone e o de Biden serão silenciados em partes do debate

Allie Malloy, da CNN
20 de outubro de 2020 às 18:55

Questionado se tentará interromper menos o candidato democrata Joe Biden durante o debate de quinta-feira (22), o presidente Donald Trump disse que “pode fazer isso”, acrescentando: “Muitas pessoas dizem para deixá-lo falar porque ele perde o bonde – ele perde o raciocínio, francamente”.

Falando no programa “Fox and Friends” na manhã de terça (20), Trump não quis entrar em detalhes quando questionado se sua estratégia de preparação para o debate mudou após o primeiro embate entre os dois candidatos. Mas disse: “Na verdade, o interessante é que dizem que se você o deixa falar, ele perde sua linha de pensamento, porque ele é lesado”.

Leia e assista também:

Debate EUA: Microfones de Biden e Trump serão desligados enquanto o outro falar

O que significa a vantagem de Biden sobre Trump nos estados?

Trump chama Fauci de "desastre" e tranquiliza equipe de que pode ganhar eleições

Estado-chave, Flórida abre votação antecipada em reta final da campanha nos EUA

Cobertura completa: Eleições nos EUA 2020

Trump também criticou a Comissão de Debates Presidenciais e o anúncio de que seu microfone e o de Biden serão silenciados em partes do debate, dizendo: “Essas não são boas pessoas. Essa comissão... Muitas coisas engraçadas acontecem com eles”.

“Eu acho que tudo isso é uma loucura. Tive problemas com essa comissão há quatro anos, quando abafaram meu microfone durante minha conversa com a Hillary criminosa. E, sabe, eles silenciaram meu microfone... Eles já fizeram isso comigo”, afirmou Trump, referindo-se a um problema de áudio em um debate em 2016 que afetou apenas o volume de Trump na sala de debate, mas não o áudio para as 84 milhões de pessoas que assistiram em casa.

Trump também continuou a atacar falsamente a moderadora de quinta-feira, Kristen Welker, e alegou que o debate “é uma armação total”.

(Texto traduzido. Clique aqui e leia o original em inglês).