Bolsonaro diz que vai reeditar decreto sobre parceria privada em unidades do SUS

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, presidente disse que deve reapresentar medida na semana que vem

da CNN*
29 de outubro de 2020 às 23:16 | Atualizado 30 de outubro de 2020 às 14:44

 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (29), durante transmissão ao vivo nas redes sociais, que deve reapresentar o decreto sobre parcerias privadas em unidades do SUS (Sistema Único de Saúde) na próxima semana. 

"Tivemos um probleminha ontem de um decreto sobre o SUS, que não tinha nada a ver com privatizações", disse. "Revoguei o decreto, fiz uma nota explicando o que era esse decreto, dizendo que, nos próximos dias, poderia reeditar o decreto, o que deve acontecer na semana que vem". 

Leia também:

Bolsonaro revoga decreto sobre participação privada no SUS

Decreto não representa ‘decisão prévia’ de privatização do SUS, diz governo

O presidente Jair Bolsonaro durante transmissão ao vivo nas redes sociais
Foto: Reprodução (29.out.2020)


O texto em questão foi publicado em Diário Oficial na última terça-feira (27), sem mais informações por parte do governo. Ele autorizava estudos para parcerias público-privadas nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), os populares postinhos.

Ao longo de quarta (28) proposta gerou reações no Congresso, entre secretários de Saúde, especialistas e nas redes sociais. No fim da tarde, o presidente revogou o texto. 

"A simples leitura do Decreto em momento algum sinalizava para a privatização do SUS. Em havendo entendimento futuro dos benefícios propostos pelo Decreto o mesmo poderá ser reeditado", escreveu Bolsonaro no Facebook. 

(Com informações de Gabriel Hirabahasi e Anna Satie, da CNN em Brasília e em São Paulo, e da Reuters)