Waack: Bolsonaro quer mesmo peitar os americanos?

Presidente falou em "país de maricas" durante evento

William Waack
Por William Waack, CNN  
10 de novembro de 2020 às 21:43 | Atualizado 10 de novembro de 2020 às 22:06

 

O presidente Jair Bolsonaro começou o dia criando uma crise do nada, ao comemorar a paralisação dos testes de uma vacina que pode salvar milhões de vidas.

Ao longo desta terça-feira (10), alargou e piorou a crise, dizendo que o Brasil fala demais de pandemia e tem que deixar de ser um "país de maricas".

Assista e leia também:

Bolsonaro critica proposta de Biden sobre Amazônia: "só diplomacia não dá"

"A pandemia foi superdimensionada", diz Bolsonaro

Sugerindo pouco depois que, ao acabar a saliva nas tratativas diplomáticas com os Estados Unidos, chega a hora de usar a pólvora.

No final do dia, Jair Bolsonaro conseguiu criar desconfiança nas decisões da agência de saúde, a Anvisa, tinha conseguido que o STF entrasse no assunto, cobrando explicações.

Tinha conseguido que os governadores se juntassem contra ele, apreensivos com o que está acontecendo.

E que todo mundo se perguntasse: afinal, ele quer mesmo peitar os americanos? Como, já que acha o Brasil é um país de maricas?