Corregedor: Controlar fake news é impossível, mas TSE adotou medidas eficientes

Luis Felipe Salomão, corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, falou à CNN na manhã deste domigo (15)

Da CNN Brasil
15 de novembro de 2020 às 10:12


As fake news estão entre as principais preocupações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições municipais de 2020. Para o corregedor do TSE, Luis Felipe Salomão, o órgão adotou medidas eficientes para combatê-las, apesar de admitir ser impossível controlar a disseminação de informações falsas nas redes sociais.

"A questão do debate eleitoral por meio das redes sociais significa um avanço da democracia porque permite que todos participem, ouçam as propostas, torna mais democrático o debate. Em contrapartida, temos essa questão das notícias falsas. Mas avançamos bastante, o TSE fez diversos convênios com as empresas responsáveis pelo controle dessas redes sociais", disse em entrevista à CNN neste domingo (15). 

Leia também:
Eleições 2020: Quase 150 milhões de brasileiros vão às urnas neste domingo
Eleições 2020: Saiba o que muda na hora de votar por causa da pandemia
Eleitor poderá justificar ausência por aplicativo de celular; saiba como fazer

"Inúmeras barreiras foram colocadas para a profusão de notícias falsas. Claro que controlar é impossível por conta do território livre da internet, mas encontramos algumas medidas eficientes que resultaram na diminuição sigificativa dos disparos em massa, das notícias falsas, daquelas notícias que atacam a vida privada de cada um. Nós conseguimos um meio termo", completou Salomão.

Neste domingo, quase 150 mil eleitores estão aptos para escolher vereadores, prefeito e vice-prefeito de 5.567 municípios. Tradicionalmente realizada no primeiro domingo de outubro, a votação foi adiada em função da pandemia do novo coronavírus.