Pandemia impõe regras inéditas para as eleições municipais de 2020

Uso obrigatório de máscara, redução de pontos de contato e higienização com álcool em gel são estratégias da Justiça Eleitoral para reduzir risco da Covid-19

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
14 de novembro de 2020 às 22:37

O primeiro turno das eleições municipais de 2020 acontece neste domingo (15) diante de circunstâncias inéditas, provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Para conseguir realizar um pleito que é obrigatoriamente presencial, com quase 150 milhões de eleitores em mais de 5,5 mil municípios, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recorreu a uma série de adaptações e protocolos adicionais de segurança, para mitigar os riscos de disseminação da Covid-19.

Todas as medidas são consolidadas em um documento, o Plano de Segurança Sanitária, elaborado pela Justiça Eleitoral em conjunto com especialistas em saúde.

A primeira dessas medidas é a própria largada do pleito, com a votação se iniciando às 7h, e não às 8h, como ocorre tradicionalmente. 

A hora adicional visa diluir a concentração dos eleitores e permitir um período de votação preferencial das 7h às 10h para os idosos, principal grupo de risco para a doença do novo coronavírus. O pleito segue se encerrando às 17h, quando podem ser emitidos os boletins de urna e iniciada a totalização, a contagem dos votos.

Assista e leia também:

Não votei nas últimas eleições. Posso votar em 2020?
Meu local de votação mudou? Veja como consultar
Levar a própria caneta e ir sozinho: as recomendações para a votação deste ano

Esta, no entanto, não é a única mudança. O processo de votação foi todo adaptado para evitar pontos de contato físico e incluir etapas de higienização com álcool em gel durante o processo de votação. O uso de máscaras é obrigatório e o eleitor também está aconselhado a levar a própria caneta.

Eleitores ou mesários que tiverem sintomas de febre ou que foram diagnosticados com Covid-19 nos 14 dias anteriores à data da eleição não devem comparecer. Posteriormente, esse motivo poderá ser citado para justificar a ausência, no caso dos eleitores. Os mesários devem avisar a zona eleitoral da ausência.

Veja nas artes abaixo, preparadas pela equipe da CNN, o passo a passo para votar com segurança durante a pandemia da Covid-19.

Como votar com segurança nas Eleições 2020 e evitar a Covid-19
Foto: CNN
Como votar com segurança nas Eleições 2020 e evitar a Covid-19
Foto: CNN
Como votar com segurança nas Eleições 2020 e evitar a Covid-19
Foto: CNN

 

Como votar com segurança nas Eleições 2020 e evitar a Covid-19
Foto: CNN

Assista e leia também:

Meu voto pode eleger outro vereador? Entenda o que mudou na lei eleitoral
É crime eleitoral tirar foto da urna? O que não se pode fazer na hora do voto
Entenda o que fazem os prefeitos e quanto eles ganham no Brasil

Como votar com segurança nas Eleições 2020 e evitar a Covid-19
Foto: CNN
Como votar com segurança nas Eleições 2020 e evitar a Covid-19
Foto: CNN