Marquinhos Trad (PSD) é reeleito prefeito de Campo Grande no 1º turno

Ele derrotou os candidatos Promotor Harfouche (Avante), Pedro Kemp (PT) e Vinicius Siqueira (PSL)

Diego Freire, da CNN, em São Paulo
15 de novembro de 2020 às 22:33 | Atualizado 15 de novembro de 2020 às 22:39


 

Marcos Marcello Trad, conhecido como Marquinhos Trad (PSD), foi reeleito, neste domingo (15), em primeiro turno para a prefeitura de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. O atual prefeito foi eleito 52,58% dos votos válidos.

Ele derrotou os candidatos Promotor Sérgio Harfouche (Avante), Pedro Kemp (PT), Vinicius Siqueira (PSL), Delegada Sidnéia Tobias (Podemos), Esacheu Nascimento (PP), Marcio Fernandes (MDB), Dagoberto (PDT), João Henrique (PL), Marcelo Bluma (PV), Marcelo Miglioli (Solidariedade), Cris Duarte (PSOL), Guto Scarpanti (Novo), Paulo Matos (PSC) e Thiago Assad (PCO).

Em segunndo lugar ficou o Promotor Harfouche, com 11,58%, seguido por Pedro Kemp, com 8,32% e Vinicius Siqueira, com 8,2%.

Marquinhos Trad (PSD) é reeleito prefeito de Campo Grande no 1º turno

Foto: TSE/ Divulgação/ CNN

Depois ficaram a Delegada Sidnéia Tobias, com 4,6%, Márcio Fernandes, com 3,01%, Esacheu Nascimento, com 2,45% e João Henrique, com 2,44%.  

Veja também:
Acompanhe a apuração das eleições municipais de 2020

Marquinhos Trad é advogado, tem 56 anos, e há 15 atua em cargos políticos: de 2005 a 2007 foi vereador de Campo Grande e, de 2007 a 2016 representou o Mato Grosso do Sul como deputado estadual, ainda por seu antigo partido - o PMDB, hoje MDB.

Em 2016, já pelo PSD, foi eleito prefeito de Campo Grande pela primeira vez, derrotando Rose Modesto (PSDB) no segundo turno.

Marquinhos é filho do ex-deputado federal Nelson Trad e irmão de Nelson Trad Filho (ex-prefeito de Campo Grande e hoje Senador pelo Mato Grosso do Sul) e de Fábio Trad (deputado federal).

O prefeito de Campo Grande é também primo de Luiz Henrique Mandetta, ex-deputado federal e ex-ministro da Saúde do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Marquinhos Trad governará Campo Grande de 2021 a 2024.