Alexandre Garcia: Parece que há motivação política em decisões sobre Aneel

No quadro Liberdade de Opinião, Alexandra Garcia repercutiu o recurso da AGU em recorrer da decisão que afastou direção da Aneel

Da CNN
20 de novembro de 2020 às 11:36


A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu da decisão que afastou a direção da Aneel e também do operador nacional do sistema por 30 dias, em função da crise energética no Amapá.

No recurso, a AGU argumenta que a decisão não traz prejuízos só à população do estado, mas a toda a população do país.

No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (20), Alexandre Garcia diz que parece haver motivação política no afastamento do comando da Aneel.

Leia também:

AGU recorre de decisão que afastou comandos da Aneel e ONS após apagão no Amapá
Senado aprova projeto crédito na conta de luz para atingidos por apagão no Amapá
PF instaura inquérito para apurar apagão no Amapá

"Duas agências importantíssimas na energia elétrica do país inteiro ficaram acéfalas por interferência de um juiz. Isso fica muito estranho. E mais estranho ainda é imaginar que um defeito no Amapá tenha causa em Brasília. É dizer que o pessoal que opera a energia no Amapá é incapazes e precisa de um tutor lá em Brasília, que não agiu, então a culpa é do tutor. Parece que isso não faz sentido isso. Provavelmente há uma motivação política muito forte de um senador de oposição [Randolfe Rodrigues (Rede)], que constantemente recorre à Justiça. Mas tem que investigar e apurar as responsabilidades [do apagão]." 

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.