O que acontece com as urnas depois que elas chegam aos colégios eleitorais?

Ao todo, 57 municípios terão eleições em segundo turno para prefeito neste domingo (29)

Da CNN, em São Paulo
28 de novembro de 2020 às 10:23 | Atualizado 28 de novembro de 2020 às 11:27

 

Os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) realizaram na manhã deste sábado (28) a distribuição das urnas eletrônicas nos 57 municípios do país onde acontecerão o segundo turno das eleições para prefeito.

Assim que as urnas chegam aos colégios eleitorais, imediatamente elas começam a ser montadas e preparadas. Esse processo ocorre ainda no turno da manhã.

Leia também:
Que medidas o TSE tomou para evitar novos problemas no segundo turno da eleição
Partidos disputam no segundo turno cidades que somam PIB de R$ 2,2 trilhões

Se algum problema técnico for identificado nesse processo, os mesmos são resolvidos no turno da tarde. Depois que tudo for organizado, os equipamentos são lacrados.

Urnas chegam nos colégios eleitorais neste sábado (28 nov. 2020)
Foto: Reprodução / CNN

Somente no domingo (29), no horário do início do pleito, às 7h da manhã, as urnas se tornam válidas para a computação os votos.

Alguns tribunais entregam as urnas diretamente aos presidentes de mesa, que fica como responsável pela montagem das seções eleitorais.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a chance de problemas acontecerem são pequenas, uma vez que as urnas são testadas antes de serem enviadas aos colégios eleitorais.

Desde o instante em que as urnas chegam nas escolas, até às 17h de domingo, horário de encerramento das eleições, Policiais Militares, intercalados por turnos, acompanham o processo para garantir a segurança.

(Publicado por: André Rigue)