PSDB diz que foi impossível conter militância em anúncio de vitória de Covas

Jornalistas presentes chegaram a pedir que a militância fosse retirada da sala, mas Bruno Covas respondeu que "seria o mesmo que pedir para a imprensa sair"

Leonardo Lellis e Tainá Falcão, da CNN, em São Paulo
30 de novembro de 2020 às 15:19 | Atualizado 30 de novembro de 2020 às 16:53

  

O diretório estadual do PSDB afirmou que, embora tenha restringido a entrada de pessoas, não foi possível impedir o ingresso de militantes na sede do partido durante o anúncio da vitória do prefeito Bruno Covas, reeleito na capital paulista, na noite de domingo (29). Também houve registro de aglomeração na rua em frente ao local, no bairro dos Jardins.

"Não houve convidados nem anúncio do local da coletiva, mas sendo o Diretório o principal ponto de apoio da militância na cidade foi impossível impedir que tomassem a rua e alguns acessassem o local. O PSDB reafirma seu total compromisso com as medidas sanitárias e as ações de controle da pandemia tomadas pelas prefeituras paulistas e o Governo do Estado", diz o diretório, em nota — acrescentando que ofereceu álcool em gel na entrada e o uso de máscara foi obrigatório.

Leia e assista também

Um dia após eleição, São Paulo amplia restrições contra pandemia

Bruno Covas: Conheça a história e a carreira do prefeito reeleito de São Paulo

Quais os desafios do próximo prefeito de São Paulo?

Durante o anúncio, os jornalistas presentes chegaram a pedir que a militância fosse retirada da sala, mas Bruno Covas respondeu que "seria o mesmo que pedir para a imprensa sair".

Questionado nessa segunda-feira em coletiva no Palácio dos Bandeirantes se o registro de aglomeração na comemoração da vitória na capital paulista não seria um contrassenso em relação ao anúncio de medidas restritivas nesta segunda, o governador João Doria respondeu que foi a uma coletiva de imprensa, não a uma comemoração.

"Eu, ontem, fui a uma coletiva, não a uma comemoração. Ali, no local onde eu estava, estavam os jornalistas também. Eu não fui participar de uma comemoração, nem celebração", disse o governador.

A CNN afastou as duas equipes que estiveram ontem no diretório do PSDB após a reeleição de Bruno Covas. A medida foi tomada por precaução após os registros de aglomeração dentro e fora do diretório. Os funcionários vão fazer quarentena preventiva e depois serão submetidos ao teste de Covid-19.

 

O prefeito reeleito Bruno Covas ao lado do governador João Doria e apoiadores no anúncio da vitória em São Paulo
Foto: Antonio Molina/Foto Arena/Estadão Conteúdo


 

(Com informações de Soraya Lauand)