Rezende: Para alívio de Bolsonaro, Moro é carta fora do baralho em 2022

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende repercutiu o novo cargo de Sergio Moro como diretor de consultoria americana

Da CNN
01 de dezembro de 2020 às 12:46


O ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, foi contratado por uma empresa de consultoria americana para trabalhar como diretor no Brasil. No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (10), Sidney Rezende avaliou que o novo cargo assumido por Moro o deixará de fora da corrida presidencial de 2022  e isso pode ser uma boa notícia para o presidente Jair Bolsonaro.

Leia também:

Sergio Moro é contratado como diretor de consultoria americana
Moro diz à PF que ministros sabiam de 'gabinete do ódio' e suspeitavam de Carlos

"Acho que isso detona a possibilidade dele ser um candidato à presidência competitivo. Ele já não tem um carisama muito forte. [Moro] é carta fora do baralho na centro-direita e o presidente Bolsonaro, nesse sentido, politicamente, respira aliviado porque não terá um competidor que possa ameaçá-lo", disse Rezende.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (1.dez.2020)

(Publicado por Leonardo Lellis)