'Constituição é clara, não pode', diz Mourão sobre reeleição no Congresso

Vice-presidente opinou sobre decisões em julgamento no STF que podem beneficiar Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre

Da CNN, em São Paulo
04 de dezembro de 2020 às 13:06


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), falou nesta sexta-feira (4) sobre a votação no Supremo Tribunal Federal (STF) que está decidindo a possibilidade de reeleição para as presidências da Câmara e do Senado

"É aguardar o final do julgamento, né. Acho que a Constituição é clara, não pode. Eu acho que teria que mudar a Constituição. Mas, aí o Supremo tem o arbítrio para interpretar da forma que melhor lhe aprouver", afirmou o vice-presidente em entrevista a jornalistas.

Leia também
STF analisa liberação de reeleição de Maia e Alcolumbre
Alexandre Garcia sobre STF: 'Rasgar a Constituição é algo terrível para a estabilidade' 

O relator da ação, ministro Gilmar Mendes, apresentou o primeiro voto com 64 páginas, no qual destacou a possibilidade de recondução sucessiva no cargo.

Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski seguiram o relator. Nunes Marques também se manifestou favorável, no entanto, entendendo que pode ocorrer apenas uma reeleição, o que beneficiaria somente Alcolumbre.

(Publicado por Daniel Fernandes)