Paes dissolve comitê científico de Crivella em 1º dia como prefeito do Rio

Eduardo Paes (DEM) criou novo órgão de enfrentamento à Covid-19

Stéfano Salles, da CNN, no Rio de Janeiro
02 de janeiro de 2021 às 12:11 | Atualizado 02 de janeiro de 2021 às 18:53

 

A gestão de Eduardo Paes (DEM) na Prefeitura do Rio dissolveu o Comitê Científico do governo Marcelo Crivella (Republicanos), formado majoritariamente por funcionários comissionados do município, e instituiu um novo órgão, com 14 membros: o Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19.

O presidente será o novo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. 

O comitê é formado, em sua maioria, por especialistas em saúde e do meio acadêmico. Carlos Alberto Chaves, secretário da Saúde do governador em exercício Cláudio Castro (PSC), é um dos nomes escolhidos.

Também farão parte o infectologista Alberto Chebabo, representante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e dois ex-ministros da Saúde, Agenor Álvares e José Gomes Temporão. Eles atuaram no governo do ex-presidente Lula. 

Leia e assista também:

Entrevista à CNN: Paes quer que todos os cariocas sejam vacinados
Covas, Paes e Kalil elegem aliados para presidir câmaras municipais
Paes determina abertura de quatro investigações sobre Crivella

Eduardo Paes foi empossado como prefeito do Rio de Janeiro nesta sexta-feira

Eduardo Paes foi empossado como prefeito do Rio de Janeiro na sexta-feira (1º)
Foto: Reprodução/CNN Brasil

De acordo com o decreto, os membros do comitê não receberão qualquer tipo de remuneração, e o órgão não terá estrutura organizacional formada por cargos.

No entanto, assim como com acontecia com o antigo Comitê Científico, as recomendações terão natureza consultiva e propositiva. Ou seja: o município não será obrigado a seguir as recomendações feitas pelo órgão. 

No início de dezembro, o Comitê Científico defendeu a adoção de novas medidas restritivas para frear o avanço da pandemia no município.

Entre as medidas propostas, estavam o fechamento de praias, escolas e a redução do horário de funcionamento de bares e restaurantes. No entanto, o prefeito Marcelo Crivella não adotou as medidas sugeridas. A primeira reunião do novo comitê ainda não está marcada. 

Membros do novo comitê:

1-Daniel Soranz - Secretário Municipal de Saúde 
2-Alberto Chebabo - Representante do Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
3- Alessandra Siqueira - Representante do Ministério da Saúde 
4- Carlos Alberto Chaves - Secretário de Estado da Saúde do Rio de Janeiro 
5- Carlos Alberto Pereira de Oliveira - Representante do Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj)
6- Daniel Becker – da Sociedade Brasileira de Pediatra 
7- Fábio Leal - Representante do Instituto Nacional do Câncer 
8- Gerson Oliveira Penna - Dermatologista
9- José Agenor Álvares da Silva - Ex-ministro da Saúde 
10-José Cerbino Neto - Representante do Instituto D’or 
11- José Gomes Temporão – Ex-ministro da Saúde
12- Marcelo Costa Velho - Representante do UniRio 
13- Marcelo Lambert - Representante Ministério da Saúde 
14- Rivaldo Venâncio - Representante da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Destaques da CNN Business:

6 atitudes para avançar na carreira em 2021
Salário mínimo sobe para R$ 1.100 a partir de hoje, em 2º ano sem ganho real
Bolsa sobe 0,2% e encosta em recorde histórico; dólar cai e fecha a R$ 5,18