Ministro das Comunicações vai ser exonerado para votar em Lira na Câmara

Fábio Faria será o terceiro ministro a se desincompatibilizar para participar da eleição para o comando da Casa

Thais Arbex
Por Thais Arbex, CNN  
29 de janeiro de 2021 às 09:24 | Atualizado 29 de janeiro de 2021 às 18:12
Ministro das Comunicações, Fábio Faria, em foto de arquivo
Foto: Billy Boss - 06.abr.2017/Câmara dos Deputados

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD), vai ser exonerado do cargo nesta sexta-feira (29) para reassumir seu mandato de deputado na Câmara e votar em Arthur Lira (PP-AL) na disputa pelo comando da Casa. 

Faria será o terceiro ministro do presidente Jair Bolsonaro a se desincompatibilizar do cargo na Esplanada dos Ministérios para participar da eleição no Congresso.

 

Nesta manhã, o Diário Oficial da União trouxe a exoneração de dois ministros que são parlamentares do DEM, Tereza Cristina (Agricultura) e Onyx Lorenzoni (Cidadania), para voltarem à Câmara e votarem no líder do PP na eleição da próxima segunda-feira (1º). 

A demissão temporária dos ministros acontece em meio ao movimento do Palácio do Planalto para garantir a vitória de Lira na disputa com Baleia Rossi (MDB-SP), o candidato do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na tarde desta sexta-feira, Fábio Faria usou o perfil que mantém no Twitter para negar que será desligado do cargo a fim de participar da votação na câmara.

"Informo que não me desligarei do cargo de ministro para participar da eleição da @camaradeputados. Tenho confiança em minha suplente, @carladicksonrn. Estamos alinhados com a candidatura do deputado @ArthurLira_ à Presidência da Câmara", disse na publicação.