Caio Coppolla: chororô do ex-presidente da Câmara é impopular e caro

Comentarista avalia a possibilidade de Rodrigo Maia sair do DEM e desembarcar no PSDB com alguns de seus aliados

Da CNN, em São Paulo
09 de fevereiro de 2021 às 15:58


No quadro Liberdade de Opinião, do Visão CNN desta terça-feira (9), o comentarista Caio Coppolla avalia a possibilidade de Rodrigo Maia sair do DEM e desembarcar no PSDB com alguns de seus aliados.

“Como o deputado Rodrigo Maia irá aparecer cada vez menos no noticiário, já que a sua relevância vinha da cadeira que ele transformou em trono, eu vou aproveitar essa oportunidade para falar sobre essa figura peculiar da fauna política nacional”, iniciou Coppolla.

“Bom, sobre o apressado convite de João Doria para que o Rodrigo Maia se filie ao Partido da Social Democracia Brasileira, eu faço questão de citar o espirituoso Guilherme Fiuza, jornalista, escritor e roteirista premiado: ‘basta um espirro contra o Palácio do Planalto para receber um convite do governador de São Paulo ao PSDB’”, disse.

“Infelizmente, para o PSDB, lágrimas não funcionam como tônico eleitoral e não fortalecerão o partido. Analisando os números de 2018, concluímos que o chororô do ex-presidente da Câmara é impopular e caro. Impopular porque sua última votação é pouco expressiva – 74.232 votos; e o choro é caro porque para conquistar esse resultado sofrível, a campanha do deputado abocanhou, pelo menos, R$ 717mil de dinheiro público. Ou seja, superar a falta de carisma e de representatividade do senhor Rodrigo Maia, além de ser uma conta salgada, é um investimento de altíssimo risco porque não conta com a adesão em massa do eleitor carioca.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Caio Coppolla e Rita Lisauskas. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

 

Caio Coppolla no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN (09.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

 

(Publicado por Sinara Peixoto)