Diretor da PF não terá ‘alinhamento cego’ com Bolsonaro, segundo delegados

Fontes da PF destacam a linha política do novo diretor-geral, que lhe rendeu cargos em governos estaduais e federais

Da CNN, em São Paulo
07 de abril de 2021 às 13:55

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, não vai se alinhar automaticamente ao presidente Jair Bolsonaro, afirmam delegados que conhecem o novo chefe da PF. A informação é do âncora da CNN Daniel Adjuto.

Segundo as fontes da PF, Maiurino tem perfil de gestor, o que agradou a corporação. Ressaltam, no entanto, a veia política do novo diretor-geral, que lhe rendeu cargos nos governos estaduais de Geraldo Alckmin (PSDB) e Wilson Witzel (PSC), além de participação nos governos federais de Lula (PT) e Dilma (PT), além de ter atuado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Por conta de seu histórico, fontes dentro da PF acreditam que Maiurino não terá “alinhamento cego” aos pedidos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), diferente da expectativa sobre o novo ministro da Justiça, Anderson Torres, próximo ao presidente e também a Flávio Bolsonaro.

Paulo Gustavo Maiurino
O delegado Paulo Gustavo Maiurino, à frente, de gravata azul
Foto: Alesp