É um tema do STF e do Senado, diz Queiroga sobre CPI da Covid-19

“Esse tema é atinente ao Poder Judiciário e ao Senado Federal", disse Marcelo Queiroga

Igor Gadelha
Por Igor Gadelha, CNN  
08 de abril de 2021 às 21:38 | Atualizado 09 de abril de 2021 às 17:23

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse à CNN, nesta quinta-feira (8), que a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso de mandar o Senado abrir a CPI da Covid-19 é um assunto dos poderes Legislativo e Judiciário. Para Queiroga, no regime democrático, “todos devem se submeter às decisões” dos poderes constituídos. 

“Esse tema é atinente ao Poder Judiciário e ao Senado Federal. (...) Vivemos em um regime democrático onde todos devem se submeter às decisões emanadas dos poderes constituídos. Cabe a mim gerir o Ministério da Saúde. O diálogo com o Congresso é institucional e muito produtivo”, afirmou o cardiologista, ao ser questionado sobre a decisão de Barroso. 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou de coletiva após reunião do comitê contra a Covid-19
Foto: Reprodução/CNN Brasil (31.mar.2021)

O ministro do STF concedeu a liminar em mandado de segurança apresentado pelos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Os parlamentares alegaram que os requisitos para a CPI foram atendidos e pediram que o STF obrigasse o presidente do Senado a instalar a comissão. Rodrigo Pacheco (DEM-MG) disse que cumprirá a decisão.