Garcia: CPI da Covid-19 contraria independência e harmonia de Poderes

No quadro Liberdade de Opinião, jornalista comentou votação no Supremo para avaliar criação de CPI que investigará ações do governo federal durante pandemia

Da CNN, em São Paulo
12 de abril de 2021 às 12:27

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (12), Alexandre Garcia falou sobre as expectativas para o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do governo federal contra a Covid-19 no Senado. Em entrevista à CNN, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), líder do governo no Senado, destacou que acredita na modulação dos efeitos da decisão do ministro Luís Roberto Barroso, que determinou a abertura da CPI.

"O líder do governo está certamente se referindo ao equilíbrio entre Poderes. A Constituição diz 'são Poderes da União independente e harmônicos'. Notem a ordem: primeiro indepedente, depois harmônico. É como ordem e progresso, em que o progresso é consequência da ordem. A harmonia é consequência da independência", disse Garcia.

"O presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, já se manifestou preocupado com isso porque não tem nada a ver o que está acontecendo agora com as intenções expressas por ele no discurso de posse. [Na ocasião], ele disse que o Supremo não é instrumento de pequeno partido que não tem voto no Plenário e recorre ao Supremo. Não é o que tem acontecido", completou o jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (12.abr.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.