Políticos veem avanço em discurso de Bolsonaro sobre clima, mas têm ressalvas

Fala do presidente repercutiu entre parlamentares, governadores e empresários

Da CNN, em São Paulo
22 de abril de 2021 às 17:43

O discurso de Jair Bolsonaro (sem partido) durante a Cúpula do Clima nesta quinta-feira (22), em que prometeu eliminar desmatamento ilegal até 2030, agradou governadores, senadores e  empresários brasileiros. Apesar das ressalvas, eles veem como positivo um possível novo rumo da política ambiental brasileira. As informações são da analista da CNN Renata Agostini.

Para a senadora Kátia Abreu (PP-TO), presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, o discurso de Bolsonaro sinalizou um avanço, mas criticou a falta de uma meta mais ambiciosa de combate ao desmatamento. Para ela, que foi ministra da Agricultura entre 2015 e 2016, o governo ainda não entendeu uma que uma maior redução do desmatamento no curto prazo pode ajudar o agronegócio e atrair mais recursos para o país.

 

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB) também criticou a falta de uma meta de curto prazo de combate ao desmatamento, mas diz preferir ver o “copo meio cheio”, pontuando que a mudança de tom foi positiva. Disse ainda que espera ver as ações concretas das propostas apresentadas. 

Já um grande empresário pontuou que na visão do setor, a insistência em citar a cifra de R$ 1 bilhão para aumentar a fiscalização e acelerar ações contra o desmatamento é uma ação pouco pragmática que não traz tantos retornos.

O presidente Jair Bolsonaro acompanha a fala do líder dos EUA, Joe Biden, na Cúpula de Líderes sobre o Clima
Foto: Marcos Corrêa - 22.abr.2021/PR