Ida de ex-ministros a CPI alimenta expectativa de mais desgastes para o governo

Da CNN, em São Paulo
18 de maio de 2021 às 04:30

Se as expectativas e os temores em torno do depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello já eram altos, eles se tornaram ainda maiores depois que a CPI da Pandemia recebeu o ex-secretário de Comunicação do Palácio do Planalto Fabio Wajngarten, na última quarta-feira (12). O depoimento, marcado por acusações de mentiras, ameaças de prisão e pela participação do senador Flavio Bolsonaro, aumentou a pressão que já pairava sobre Pazuello. A CPI também deve ouvir nesta semana o ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, expoente da ala ideológica do governo, que deixou o cargo envolto em polêmicas ligadas à pandemia e à negociação por vacinas.

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone fala sobre os bastidores e expectativas desta que pode ser a semana mais desgastante da CPI para o governo Bolsonaro. Na última sexta (14), o Supremo Tribunal Federal acolheu o habeas corpus que permite que Pazuello fique em silêncio e não responda a perguntas que possam incriminá-lo. Quem acompanha Monalisa neste episódio é a analista de política da CNN Thais Arbex, que fala dos impactos das articulações de aliados e opositores do governo na disputa pelo controle dos rumos da investigação.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil