Política externa do governo Bolsonaro não é pautada na ciência, diz pesquisador

O cientista político Hussein Kalout também disse que o Governo Federal confrontou "desnecessariamente" a China

Da CNN, em São Paulo
18 de maio de 2021 às 22:59

Em entrevista à CNN, o cientista político e pesquisador Hussein Kalout afirmou que o depoimento do ex-chanceler Ernesto Araújo à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia provou que o processo decisório da política externa do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não foi pautado pela ciência.

"Apesar das evidências e do empenho de todos os países do mundo na busca da vacina contra a Covid-19, o Brasil sob Araújo optou por não se guiar pela ciência", disse Kalout.

O pesquisador também falou sobre a relação entre Brasil e China, que, segundo o ex-ministro das Relações Exteriores, nunca recebeu uma ofensa da parte dele, apesar do mesmo já ter se referido à Covid-19 como "comunavírus" nas redes sociais.

"Se a China quiser nos humilhar, não teria ampliado a pauta importadora do Brasil", explicou o cientista político. 

"O governo federal não soube mensurar essa relação estratégica da forma mais conveniente aos interesses brasileiros e se optou pela confrontação desnecessária."

O pesquisador Hussein Kalout conversou com a CNN sobre a política externa do governo Bolsonaro (18.mai.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Publicado por Guilherme Venaglia