Sidney Rezende: Fala de Bolsonaro traz certo constrangimento a Queiroga

No quadro Liberdade de Opinião, jornalista analisou falas do presidente sobre querer banir uso de máscara para quem é vacinado ou já teve Covid-19

Da CNN, em São Paulo
11 de junho de 2021 às 11:00

No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (11), Sidney Rezende analisou o parecer que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) encomendou ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para liberar pessoas vacinadas ou que já contraíram a Covid-19 do uso de máscaras.

"A fala do presidente não foi despretensiosa e traz certo constrangimento para o ministro. Tomara que o presidente não esteja com o mesmo sentimento que ele nutria à epoca do Mandetta, que foi dando sinais de discordância e de posicionamento diferente", afirmou Rezende.

"O presidente age diferentemente do que diz, pensa e faz o ministro Queiroga. Bolsonaro não usa máscara, somente de maneira excepcional; ele faz aglomeração, cumprimenta pessoas, abraça simpatizantes. O presidente faz tudo isso. E a forma como ele tratou a máscara traz uma visão real que ele tem de que aquilo é símbolo de fraqueza ou deveria ser superado", completou o jornalista.

"Ontem, de certa forma, o ministro se colocou no seu lugar abaixo [de Bolsonaro], mas ficou com limite ainda menor da tal da autonomia. Se o presidente quer um estudo para entender melhor, menos mal; mas, a julgar pela forma como explicou ontem, ele fez um dos maiores absurdos do seu período presidencial, ao lado de 'gripezinha', e outras declarações que já deu."

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (11.jun.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.