CPI não localiza empresário e depoimento vira dúvida

Francisco Maximiano, empresário da Precisa Medicamentos, não foi localizado; a CNN apurou que a estratégia jurídica ainda está sendo definida

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
21 de junho de 2021 às 21:12 | Atualizado 21 de junho de 2021 às 22:42

 A CPI da Pandemia não conseguiu localizar até a noite desta segunda-feira (21) o empresário Francisco Maximiano e já considera adiar o depoimento e convocar outra pessoa para falar na comissão na quarta-feira.

Segundo fontes, houve tentativas de contatá-lo por telefone, por e-mail e, até mesmo, pelos Correios, mas ele não respondeu a nenhuma delas.

A cúpula da CPI avalia que se não houver resposta até esta quarta-feira (23) pela manhã, irão cancelar o depoimento e agendar uma nova data para Maximiano e colocar em seu lugar outro depoente.

A assessoria de Maximiano não confirmou à CNN a presença dele na quarta-feira. A CNN apurou que a estratégia jurídica ainda está sendo definida. 

No final da noite, Maximiano respondeu ao email dizendo tê-lo “recebido”, mas sem dar detalhes sobre sua ida.

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros, se recusa a fazer perguntas a depoentes e se retira da sessão
Foto: Reprodução/CNN Brasil (18.jun.2021)