'Preciso de apoio à vacinação' e 'não tive campanha': frases de Fantinato à CPI

Ex-coordenadora do PNI iniciou a oitiva como investigada e terminou como testemunha; quebra dos sigilos de Fantinato foi suspensa pela comissão

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo
08 de julho de 2021 às 19:11 | Atualizado 08 de julho de 2021 às 20:20

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia ouviu nesta quinta-feira (8) a ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) Francieli Fantinato.

A depoente, que iniciou a oitiva na condição de investigada e terminou como testemunha, relatou que teve dificuldade para ter uma "execução rápida de campanha" de vacinação, principalmente pela falta de imunizantes.

Fantinato avaliou que o negacionismo praticado pelo "líder da nação", que traz "elementos que colocam dúvida" a eficácia das vacinas, prejudicou a efetividade da campanha

Segundo a ex-servidora da Saúde, foi o ex-secretário-executivo da pasta coronel Elcio Franco que determinou a retirada da população carcerária do grupo prioritário do PNI. Ainda de acordo com ela, também cabia à secretaria-executiva discutir e decidir quais imunizantes deveriam compor a programa.

Confira as principais frases de Francieli Fantinato durante a comissão desta quinta (8):