As expectativas para o STF após saída de Marco Aurélio e indicação de Mendonça

Da CNN, em São Paulo *
13 de julho de 2021 às 04:30

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou no fim da tarde de segunda-feira (12) que vai indicar o atual advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga deixada pelo ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). Indicado por Fernando Collor de Mello em 1990, Marco Aurélio completou 75 anos, a idade-limite para permanecer na Corte. Já Mendonça, após a indicação para a vaga, ainda terá de passar por uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e ter o seu nome aprovado no plenário do Senado.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira faz um balanço desta que é a segunda troca de cadeiras no STF durante o governo Bolsonaro. Ao lado de Alessandra Faria, professora de ciência política na PUC-Rio, e de Gustavo Uribe, analista de política da CNN Brasil, Carol revisita o legado de Marco Aurélio Mello e trata das expectativas sobre a indicação de André Mendonça. Ex-ministro da Justiça no governo Bolsonaro, Mendonça deu indícios de forte alinhamento ao presidente, mas também é visto com bons olhos por alguns ministros do STF com quem já teve contato. 

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

CNN Mundo

Alma do Negócio

Entre Vozes

5 Fatos

Na Palma da Mari

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil

* Texto publicado por Diego Toledo