Alexandre Garcia: Contribuinte não quer pagar o Fundo Eleitoral

Jornalista avalia a declaração do presidente Bolsonaro de que vai vetar o Fundo Eleitoral de quase R$ 6 bilhões

Da CNN, em São Paulo
20 de julho de 2021 às 09:56

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (20), Alexandre Garcia avaliou a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que vai vetar o Fundo Eleitoral de quase R$ 6 bilhões. O presidente chamou o valor de "astronômico" e disse que vai respeitar os trabalhadores e contribuintes brasileiros. 

“Essa é uma oportunidade para falar sobre poder e representação no Brasil, e analisar as virtudes e defeitos do sistema político brasileiro. Em primeiro lugar, a representação. Teriam os congressistas perguntado aos contribuintes se estavam dispostos a ceder quase R$ 6 bilhões de seus impostos para financiar campanha eleitoral num momento em que temos um presidente que foi eleito com R$ 2,5 milhões numa campanha quase gratuita pelas redes sociais? Não. O contribuinte, ao que tudo indica, não quer pagar isso. Então, que democracia e representação é essa?”, questionou o jornalista.

“Em segundo lugar, Constituição de 1988. Nós viemos de uma sístole, que de repente abriu. Tinha um regime de presidencialismo forte, autoritário, e de repente abriu. O que fizeram os constituintes? Tiraram os poderes do presidente da República e puseram no Congresso. O presidente só fica com a responsabilidade do governo, mas os poderes são do Congresso. Portanto, o Legislativo é quem manda no Executivo, mas quem tem mandato no Legislativo e no Executivo é o Supremo, que não tem voto algum. Então, a pergunta é, essa é a República? Os poderes estão com os congressistas.”

O Liberdade de Opinião tem a participação de Alexandre Garcia e Fernando Molica. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (20.jul.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.