Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    André Mendonça é eleito ministro titular do TSE no lugar de Moraes

    Atual presidente da Corte Eleitoral deixa o cargo em 3 de junho; Cármen Lúcia assumirá o comando do TSE

    Mendonça (segundo da direita para a esquerda) passa a também ser ministro do TSE
    Mendonça (segundo da direita para a esquerda) passa a também ser ministro do TSE 16/052024 - Antonio Augusto/SCO/STF

    Lucas Mendesda CNN Brasília

    O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito nesta quinta-feira (16) para ocupar o lugar de integrante titular no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    O período é de dois anos, renovável por mais dois.

    Mendonça entrará na composição efetiva da Corte com a saída do atual presidente, Alexandre de Moraes, que deixa o tribunal em 3 de junho.

    A votação no Supremo é simbólica e, por tradição, o ministro substituto mais antigo é definido para o posto de titular.

    Mendonça recebeu dez votos e Dias Toffoli, um. É praxe que o ministro a ser designado para a função não vote em si mesmo.

    Mendonça é ministro substituto do TSE desde 2022. Seu primeiro biênio terminou em 5 de abril.

    Depois de anunciado o resultado, o ministro fez elogios à condução de Moraes no TSE, mesmo em meio a “turbulências” e “questionamentos”.

    A gestão de Moraes se notabilizou por enfrentar a desinformação nas redes sociais e questionamentos às urnas eletrônicas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus apoiadores.

    “Registro a gestão exitosa de Vossa Excelência à frente do TSE, conduzindo o tribunal em tempos em que por vezes algumas turbulências, vamos dizer assim, alguns questionamentos, e Vossa Excelência, com muita firmeza e competência, esteve à frente do TSE”, afirmou Mendonça.

    Moraes agradeceu e desejou felicidade ao colega. “Tenho certeza que vossa excelência vai se apaixonar pelo TSE, principalmente porque tem a sorte que eu não tive de ser presidido pela ministra Cármen Lúcia”, disse.

    A partir de junho, a composição titular do TSE será:

    • Cármen Lúcia (presidente),
    • Nunes Marques,
    • André Mendonça,
    • Raul Araújo,
    • Isabel Gallotti,
    • André Ramos Tavares
    • e Floriano de Azevedo Marques.

    Depois que Moraes deixar a Corte eleitoral, assume a presidência a ministra Cármen Lúcia. Ela será a responsável por comandar as eleições municipais de 2024, quando serão eleitos prefeitos e vereadores das cidades brasileiras.