Com mais de 95 mil casos globais, coronavírus ainda não é pandemia para OMS


Da CNN Brasil, em São Paulo
05 de março de 2020 às 17:39
Pai e filho usando máscara na China

Casos de coronavírus no mundo passam dos 90 mil

Crédito: Reuters

Em entrevista coletiva nesta quinta (5), representantes da OMS (Organização Mundial da Saúde) voltaram a dizer que o coronavírus ainda não é uma pandemia. Também chamado de COVID-19, o vírus já infectou 95.270 pessoas em todo o mundo, segundo a própria OMS. 

"Se chegar lá [a um nível de pandemia], iremos declarar. Baseado em ciência e evidência", disse o diretor-geral do órgão, Tedros Ghebreyesus. A literatura médica descreve pandemia como um surto de doença infecciosas que se espalha por uma grande área geográfica. 

Ghebreyesus disse que a epidemia ainda pode ser contida, desde que haja resposta coordenada de governos de todo o mundo. "Alguns países não têm levado isso a sério o suficiente ou decidiram que não há nada que possam fazer", declarou. "Não é hora de desistir". 

Coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (5) que o Brasil tem oito casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19), e dois deles se devem a transmissão local — ou seja, os pacientes pegaram a doença em território nacional.

São seis casos no estado de São Paulo, um no Rio e no Espírito Santo. Dois dos pacientes de São Paulo se infectaram a partir do primeiro caso confirmado do COVID-19, disse o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira. 

Apesar de confirmar a transmissão local do novo coronavírus, o secretário negou que o COVID-19 esteja "circulando na comunidade", porque foi possível "traçar a origem da transmissão".

A pasta ainda monitora 636 casos suspeitos. Outros 378 já foram descartados por exames laboratoriais.

Com Reuters