Coronavírus: Apple pede a funcionários do Vale do Silício que trabalhem de casa


07 de março de 2020 às 17:52
Clientes usam máscaras de proteção em loja da Apple

Clientes usam máscaras de proteção enquanto aguardam para medir temperatura em loja da Apple, em meio a surto do novo coronavírus

Foto: Aly Song - 21.fev.2020/ Reuters

A Apple pediu que funcionários da sede no Vale do Silício, na Califórnia, trabalhem de casa, se possível, como forma de precaução contra o novo coronavírus. A orientação foi confirmada por um porta-voz da empresa na sexta-feira (6).

Autoridades do condado de Santa Clara, onde fica o campus Apple Park, com 12 mil pessoas, já haviam solicitado a grandes companhias que considerassem pedir aos funcionários que usassem telecomunicações e encontrassem outras maneiras de limitar o contato próximo. 

Havia 20 casos confirmados de coronavírus no condado até o dia 5 de março, afirmaram autoridades de saúde dos Estados Unidos.

A Apple pediu, também, aos funcionários da cidade de Seattle, em Washington, que trabalhem em casa. Na Califórnia, as lojas da marca no condado de Santa Clara permanecem abertas, de acordo com um porta-voz.

Em fevereiro, a Apple disse que a disseminação do vírus na China faria com que a empresa perdesse as metas de receita para o trimestre encerrado em março e que também causaria escassez de iPhones no mundo.