Mulher com coronavírus no DF tem piora no estado de saúde, diz secretaria


Da CNN Brasil, em São Paulo
10 de março de 2020 às 16:30

A mulher de 52 anos diagnosticada com coronavírus no Distrito Federal teve piora no quadro respiratório, informou a Secretaria de Saúde do DF nesta terça-feira (10). Ela é a primeira paciente brasileira em estado grave com o COVID-19 e segue internada no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN).

De acordo com o governo do DF, a paciente, que não teve o nome divulgado, teve febre alta, o que preocupou a equipe médica, e segue respirando por aparelhos. Ela chegou a apresentar recuperação durante dois dias, mas piorou. 

Nesta manhã, o marido dela foi intimado pela Justiça do DF depois de ser recusar a fazer os exames para a doença. Ele passou pelo procedimento e o resultado deve ser divulgado ainda hoje — seu nome também não foi divulgado.

O marido da paciente estava acompanhando a esposa no hospital durante os últimos e recebeu ordem judicial para ficar isolado em casa. Caso descumpra a determinação, a multa é de R$ 5 mil a R$ 20 mil.

De acordo com o Ministério da Saúde, o país tem, até a tarde desta quarta, 34 confirmados de infecção pelo coronavírus. São Paulo tem 19 pacientes, segundo de Rio de Janeiro (8), Bahia (2) e Alagoas, Distrito Federal, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, com um cada. A pasta contabiliza 893 casos suspeitos.