Medida de fechar estádios ao público se justifica, diz ministro da Saúde


Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
15 de março de 2020 às 22:21

Ao contrário do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, defendeu a medida de fechamento de estádios de futebol. Em entrevista à CNN Brasil, após declaração de Bolsonaro contra a medida nos estádios, Mandetta afirmou que "no caso de São Paulo e Rio de Janeiro, onde a transmissão do vírus é sustentada, a medida se justifica".

"Cada estado determina as suas medidas", disse à CNN Brasil. De acordo com o ministro, ainda é cedo saber se a proibição que foi aplicada nos campeonatos estaduais ainda estará em vigor durante a fase do campeonato brasileiro, que começa em maio.

Sobre a postura do presidente Jair Bolsonaro nas manifestações de rua deste domingo (15), Mandetta disse que Bolsonaro é parte da sociedade e que o foco de críticas não deve ficar concentrado nele.

Aproveitou para chamar a atenção para a responsabilidade do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), afirmando que a praia do Rio de Janeiro esteve lotada neste fim de semana, "sem espaço mínimo entre as barracas". Afirmou também que não há como chegar ambulâncias na favela do Rio, para atender vítimas do coronavírus. "Cabe ao governador do Rio responder sobre esses fatos também".