Ministério da Saúde recomenda reduzir contato social para conter transmissão


Arianna Fonseca Da CNN Brasil, em Brasília
19 de março de 2020 às 19:29
Pessoas usam máscara em metrô de São Paulo

Pessoas usam máscara em metrô de São Paulo para tentar se proteger do novo coronavírus

Foto: Rahel Patrasso - 06.mar.2020/ Reuters

Medidas para retardar o pico da epidemia no Brasil foram divulgadas pelo Ministério da Saúde. Elas incluem lavar as mãos e outras que impactam diretamente o dia a dia do brasileiro, como o trabalho remoto, restrições a aglomerações, viagens, espetáculos, conferências, eventos e aulas.

“Dois metros de distância de uma pessoa pra outra. Essa é a nova recomendação” disse o ministro Luiz Henrique Mandetta. 

Com as medidas de controle, a tendência é uma diminuição da transmissão no país e o sistema de saúde terá capacidade para tratar o número de infectados. Sem isso, as unidades de saúde não terão como atender toda a população doente. 

As medidas não farmacológicas, como estão sendo divulgadas pelo governo, são recomendações para reduzir o contato entre as pessoas antes e durante o pico da epidemia para diminuir a transmissão da doença no país. Sendo assim, cada gestor nos estados, Distrito Federal e municípios deve adaptar essas diretrizes para a realidade local.

O Ministério da Saúde estima que, sem essas medidas, a cada três dias o número de casos confirmados dobre.