Recém-nascida diagnosticada com coronavírus recebe alta da maternidade em SP

A mãe, que visitava a bebê na UTI neonatal, também havia contraído o coronavírus e era assintomática

Do Estadão Conteúdo
10 de abril de 2020 às 17:19
Hospital e Maternidade Santa Joana, em São Paulo
Foto: Divulgação/Hospital Santa Joana

A recém-nascida que foi diagnosticada com o novo coronavírus no Hospital e Maternidade Santa Joana, na cidade de São Paulo, teve alta na manhã de quinta-feira (9). A bebê estava isolada na UTI Neonatal exclusiva, sem proximidade com pacientes.

No décimo dia de vida, ela foi testada para o coronavírus porque havia apresentado um problema gastrointestinal, apesar de ser um sintoma menos recorrente da doença causada pela COVID-19. Os sintomas mais comuns são tosse seca, febre e dificuldade para respirar.

A mãe, que visitava a bebê na UTI neonatal, também havia contraído o coronavírus e era assintomática.

Assista e leia também:

Após bebê diagnosticado com coronavírus, maternidades de SP mudam rotina

Médica fala sobre riscos de coronavírus para grávidas e recém-nascidos

A transmissão da covid-19 no período neonatal (entre o nascimento e os 28 dias de vida) pode acontecer de duas formas, segundo a literatura médica. Pode ser tanto uma transmissão vertical, no periparto, como horizontal, após o nascimento. Como o diagnóstico da recém-nascida aconteceu no décimo dia de vida, o hospital não conseguiu definir a forma de transmissão.

Com a alta dela, o Santa Joana não registra, no momento, casos de bebês com coronavírus.