Fisioterapeutas criam 'cabine de proteção' para ajudar pacientes em Manaus

Sistema protege médicos e pacientes durante tratamento em Manaus

Luciene Kaxinawá Da CNN, em Manaus
13 de abril de 2020 às 08:36
 

 

A falta de equipamentos respiratórios já atinge diversos estados e alerta para um possível 'colapso' no sistema de saúde, como é o caso do Amazonas, que já declarou estar com o funcionamento no limite. 

Para ajudar no combate a pandemia do novo coronavírus, dois fisioterapeutas de uma rede privada de saúde de Manaus, desenvolveram um sistema de ventiação não invasivo que está ajudando no tratamento de pacientes com a COVID-19. 

A chamada cabine de proteção é uma estrutura protetora que atua como barreira contra o vírus e permite alimentação, medicação e acompanhamento seja realizado por profissionais, sem a necessidade do contato direto com o paciente.

Com os bons resultados da inovação, o governo do Estado do Amazonas pretende utilizar o equipamento no hospital de campanha montado na universidade Nilton Lins.

"Com a implantação deste protocolo, a nossa expectativa é de que a gente possa liberar  mais rápido possível aqueles pacientes que cheguem acometidos e agravados com o vírus" , afirma Wilson Lima (PSC), governador do estado do Amazonas.