Empresa doa material para produção de EPIs durante a pandemia de COVID-19

São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia são alguns dos estados beneficiados pelas iniciativas da Braskem

Da CNN, em São Paulo
23 de abril de 2020 às 20:49 | Atualizado 23 de abril de 2020 às 21:33

 

Uma das maneiras de nos protegermos do novo coronavírus é utilizar máscara ao ir para a rua. A Braskem está doando matéria-prima para a produção desse equipamento de proteção. Roberto Simões, CEO da petroquímica, disse para a CNN que a empresa está fornecendo 360 toneladas de resina para que sejam transformadas em mais de 60 milhões de máscaras cirúrgicas.

Outros equipamentos de proteção individual (EPIs) que a empresa está produzindo são o avental de uso hospitalar e o protetor facial.

“Nós estamos focando principalmente nos estados nos quais a Braskem atua, que são São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Alagoas e Rio Grande do Sul. Mas há também iniciativas em outros estados, como em Pernambuco, Ceará e Santa Catarina”, explicou.

Há diversos projetos nos quais a Braskem vem atuando para ajudar o sistema de saúde. “Em Alagoas, nós criamos, junto com as autoridades de saúde do estado, um centro de triagem para o atendimento de síndromes gripais. O objetivo é aliviar a rede pública para que assim consiga se dedicar a pacientes com coronavírus”, disse. 

Em São Paulo, a empresa está doando gás natural aos hospitais de campanha para produção de mais de duas mil refeições por dia. Na Bahia, a Braskem está doando respiradores para hospitais.