Idosos solitários durante quarentena podem ligar para Disque 100 para conversar


da CNN, em São Paulo
30 de abril de 2020 às 21:38
Mulher de cabelos brancos fala ao telefone

 

Foto: Sabine van Erp/Pixabay

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou nesta quinta-feira (30) que o Disque 100 —número usado para reportar violação de direitos humanos —foi ampliado para acolher idosos que estão se sentindo solitários durante a quarentena.

"Nossa equipe foi ampliada para atender idosos que estão em casa, se sentindo sozinhos, desamparados, querendo conversar. O serviço será de acolhimento e conforto a essas pessoas", disse Damares. "Queremos falar com os idosos do Brasil."

O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia todos os dias da semana.

Leia também:

Pesquisa mostra que 16% dos idosos vivem sozinhos na cidade de São Paulo

Especialista dá dicas de como minimizar impacto do isolamento nos idosos

A medida faz parte das iniciativas da pasta para apoiar a população idosa frente à pandemia do novo coronavírus. Outras ações incluem a priorização de Ilpis (Instituição de Longa Permanência de Idosos) no atendimento do programa Saúde da Família, ampliação da campanha de vacinação de gripe e destinação de 2,3 milhões de testes rápidos de COVID-19 a essa faixa etária.

Damares também disse que, apesar de dados de abril ainda não terem sido fechados, os números de violência doméstica e contra os idosos "assustam". Ela explicou que as denúncias também podem ser feitas pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil (disponível para iOS e Android), onde é possível anexar fotos que podem servir de evidência para investigação.