Governo libera a importação de respiradores usados

Ministério remove as exigências feitas às importações de itens usados para ventiladores pulmonares, monitores de sinais vitais, bombas de infusão, entre outros

André Spigariol da CNN, em Brasília
11 de maio de 2020 às 07:15 | Atualizado 11 de maio de 2020 às 07:18
Paciente de Covid-19 na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas: equipamentos usados poderão ser importados
Foto: Talis Maurício/CNN

O secretário de comércio exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, autorizou nesta segunda-feira (11) a importação de equipamentos de saúde para combate à COVID-19 usados. Em portaria publicada no Diário Oficial da União, o ministério removeu as exigências feitas às importações de itens usados para ventiladores pulmonares, monitores de sinais vitais, bombas de infusão, equipamentos de oximetria e capnógrafos.

Assista também:
Dossiê CNN: a busca pela cura da Covid-19; assista ao programa completo

Com isso, equipamentos que já foram utilizados em outros países poderão ser reaproveitados por hospitais brasileiros. Atualmente, esse tipo de importação só é permitido para produtos que "não sejam produzidos no país, ou não possam ser substituídos por outros, atualmente fabricados no território nacional, capazes de atender aos fins a que se destina o material a ser importado", conforme uma portaria de 2011. 

A flexibilização das exigências para importação de máquinas usadas valerá apenas durante a emergência de saúde provocada pela pandemia do novo coronavírus.