São Paulo confirma mais de 4 mil novos casos em 24h e bate recorde diário

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-SP), 14.669 pessoas já foram curadas da Covid-19

Da CNN, em São Paulo
21 de maio de 2020 às 13:02 | Atualizado 21 de maio de 2020 às 14:21

O estado de São Paulo bateu o recorde diário de novos casos da Covid-19. Foram 4.080 casos confirmados em 24 horas, totalizando 73.739 casos e 5.558 mortes. Os dados foram divulgados em entrevista coletiva nesta quinta-feira (21), pelo secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-SP), 14.669 pessoas foram curadas. As taxas de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) é de 89% na região da Grande São Paulo e de 73% no estado. Até o início da tarde desta quinta-feira (21),  4.224 pessoas estavam internadas em UTIs e 6.467 em enfermarias. 

Assista e leia também:

Análise: Reunião sinaliza início de conciliação entre Bolsonaro e governadores

Feriadão de São Paulo tem pouca movimentação em direção ao litoral

Análise: Anúncio de reabertura gradual em São Paulo anima mercado financeiro

Nessa quarta-feira (20), primeiro dia do megaferiado, a taxa de isolamento social chegou a 51% na capital – o índice no estado chegou a 49%. Nas rodovias, o movimento foi 35% inferior em relação às vésperas de feriado. Doria agradeceu à população pelos índices alcançados e afirmou que é necessário "ir além". 

"A recomendação da medicina é para que tenhamos uma medida de 55% no índice de isolamento. Vale o esforço, vale a dedicação", disse. 

Questionado pela CNN se há uma possibilidade de lockdown, caso a estratégia de antecipação dos feriados não desse certo, Doria afirmou que “ainda é cedo para falar sobre isso”. “Vamos aguardar até o resultado na segunda-feira”.

Reunião 

Na manhã desta quinta-feira (21), o presidente da República, Jair Bolsonaro, participou de uma reunião por videoconferência com os governadores, ministros e presidentes da Câmara e do Senado, para tratar do projeto de auxílio aos estados e municípios.

Segundo Doria, os governadores fizeram "uma reunião em paz, em harmonia e em entendimento” com Bolsonaro. “O sentimento é de união para enfrentarmos a crise, união para salvarmos vidas”, afirmou durante a coletiva de imprensa.

O governador de São Paulo também afirmou que espera que a sanção seja feita ainda nesta quinta-feira (21) e aguarda uma data sobre o pagamento do auxílio. "Somos a favor de que o primeira parcela seja paga até o dia 30 de maio", diz. 

“Essa reunião foi uma demonstração de sabedoria e de bom senso de todos que estavam ali participando”, conclui.