Visão Responde: saiba que cuidados tomar para ir a parques e academias

Segundo a infectologista, o risco de se contaminar pelo novo coronavírus ao praticar atividade física sozinho no parque é muito menor do que na academia

Da CNN, em São Paulo
10 de julho de 2020 às 15:28 | Atualizado 10 de julho de 2020 às 15:59

Parques municipais e academias vão reabrir na cidade de São Paulo a partir da próxima segunda-feira (13). Em entrevista à CNN, a infectologista Rosana Richtmann falou sobre os cuidados que as pessoas devem ter ao voltarem a frequentar esses locais.

Segundo ela, o risco de se contaminar pelo novo coronavírus ao praticar atividade física sozinho no parque é muito menor do que na academia. Isso porque é um ambiente aberto e estudos mostram que o maior risco de transmissibilidade da doença está em locais pequenos, fechados e mal ventilados. 

Os parques terão limite de 40% da capacidade total, com controle de entrada e uso de máscara obrigatório. Rosana reconhece que usar o equipamento na prática de esportes é desconfortável, mas afirmou que é absolutamente necessário para que consigamos retomar a atividade com segurança.

“Ao fazer atividade física, a nossa respiração fica mais intensa. Vamos supor que estou contaminada. Ao me exercitar, as partículas contaminadas saem com mais frequência e com distâncias maiores. Eu preciso usar a máscara para proteger os outros e me proteger”, disse. 

Já as atividades conjuntas serão proibidas, e bebedouros e espaços para esportes coletivos continuam interditados. Na avaliação da infectologista, essas medidas estão corretas. Ela recomendou, inclusive, que a pessoa leve a sua própria garrafa de água tanto para a academia quanto para o parque. 

Assista e leia também:

SP anuncia reabertura de parques e academias na próxima segunda-feira

Não deveriam reabrir no mês de maior circulação de vírus, diz Wanderson Oliveira

Estudo da USP investiga por que algumas pessoas não se infectam com a Covid-19

“Agora, se for comprar algo, independentemente da Covid-19, é sempre saudável limpar o produto. Se for uma latinha, higienize o local que vai colocar a boca. Depois de tomar a bebida, higienize as mãos”. 

E não se esqueça: ao acabar de praticar a atividade física, troque a máscara e limpe as mãos antes de tocar no rosto. 

Cuidado com as crianças

Os parquinhos também continuam interditados. Por isso, se for ao parque com os filhos, Rosana aconselhou explicar antes de sair que a situação está diferente.

“Fale que vão passear no parque, mas que por enquanto não vão poder brincar nos brinquedos. Diga que, se comportando bem e higienizando sempre as mãos, provavelmente vão conseguir brincar em algumas semanas”. 

(Edição: Bernardo Barbosa)